Criação de sentidos

Estímulos criam seres, dos impulsos nascem saberes entre tantos sabores,

Prazer pra ser vivo, pelo olfato ou paladar para dar mais dopamina,

Fruta doce é nostalgia, sensação vivida, dividida,

Pelo prato ou pelo pranto, pelas cores, pelo canto,

Vozes ecoam entre as paredes do ouvido, zumbido a murmurar,

Vibrações elétricas criam novas lembranças, antigas esperanças,

Cheiros invadem narinas sedentas, aromas inconfundíveis, rastros infalíveis,

Alegria explode com serotonina em altas doses, onde tudo podes,

A química eclode por toda parte, parte pra tudo ou nasce pra nada,

Consumidores sedentos se viciam e se consomem, sem pressa, sem planos, com danos,

Cultivam distâncias, excluem o eu, afogam os sonhos, nem sabem que é seu,

Procuram por outra sinapse e no ápice querem afastar o cálice,

Asfaltam os próprios sentidos, sem provar, nem pensar,

Seres humanos, soldados da emoção, somos sempre assim, insanos,

Irracionais, dotados de necessidades sociais, onde as emoções sempre falam mais…

Experiências criam sentido, em todos os sentidos, em qualquer situação,

Depende do ponto de vista, da vida de cada artista que defende sua própria pista.

Cérebro, a porta de todos os sentidos.

Peça da Campanha Publicitária da Mercedez-Benz: "Left brain, Right brain" desenvolvida pela agência Avnon Amichay/Y&R

5 pensamentos sobre “Criação de sentidos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s