Petisco [1]

Não ter a certeza de nada,

é o que nos faz buscar sentido em tudo.

4 pensamentos sobre “Petisco [1]

  1. Hello Stranger!

    Uma das coisas que mais me fascina na leitura é o desligar do externo e dar intensidade ao interno, onde a mente nos leva a sentir o que é lido, seus escritos tem sabores, cheiros, dá para tocar, são sensoriais mexem com os sentidos, intensos, contínuos com vontade de quero mais a cada palavra.
    Tirar as rédeas que limitam a mente, deixá-la divagar em devaneios e arrancar muitos suspiros.
    Através dos meus devaneios, encontrei em seus escritos suspiros.
    Adjetivos a gosto, gostei disso.
    =)

    • Hello Mila,

      As palavras são livres para degustação! Cada qual com seu sabor, e quem suspirou, é sinal de digestão!
      Mas claro, depende de quem lê!
      Como dizia Fernando Pessoa “Quem não vê bem uma palavra, não pode ver bem uma alma” E você entende tanto de palavras quanto de almas!
      O mais prazeroso é buscar em nossa própria profundidade, e encontrar a próxima poesia! Faz bem pra qualquer alma, todos devem experimentar!
      Obrigado pela suas palavras, também possuem sabor!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s