Odisséia

Fui pra uma Odisséia,

Embora,

Eu só estivesse na Juréia,

Tantos foram os passos,

Simples e sem sapatos,

Passando pelo pássaro,

Percebendo as mudanças do tempo,

Da tábua das marés,

Às encostas do Una,

Espinhos e espadas,

Restos e cascos de tartaruga,

Gaivotas voam caladas,

É a fuga das garças,

E os urubus passeiam,

Na caça,

 Procurando a próxima carcaça,

Por mais uma hora e por mais outro dia.

Pra onde se foi a vida?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s