Contemplei o que nunca vi

Depois de tanto observar,

Entre um e outro olhar,

Contemplei o que nunca vi,

Depois de tantos olhos,

Tantas cores e olhares,

Enxerguei algo a mais,

Muito além da íris,

Invisível mas real,

Além da matéria,

Intangível e essencial,

Coisa que não se guarda em frascos,

Não se calcula,

Não se apalpa,

Não se pesa,

Não se mede,

Nem se pede,

Acontece,

É,

Coisas que jamais verei,

Mas sei que posso perceber,

Compreender,

Intuição? Quem vai entender?

Dentre todas as belezas,

Descobri que as coisas mais belas,

São aquelas que não conseguimos ver.

photo1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s