Sobre portas e pássaros

As portas se abrem,

E as pontes são criadas,

Mais perto do horizonte,

Com distâncias encurtadas,

.

Um pássaro que voa pra longe,

Enxerga outros horizontes,

Ganha novas asas,

E encontra novas casas,

.

Uma ave que decola,

Redescobre a vida,

Viaja em voo livre,

Na esperança de um futuro,

.

Olhos atentos,

Rapidez e atenção,

Agora nenhum vento,

Lhe tira a direção,

.

Sentidos aguçados,

Inconsciente que borbulha,

Neurônios que disparam,

Tempestades de sentido,

.

Experimentação,

Chave de qualquer fechadura,

Leitores sensoriais,

Decifram as entrelinhas e descobrem algo mais,

.

Afinal,

Se as portas ficassem sempre abertas,

Ninguém voaria em busca das chaves.

Dublin Doors

4 pensamentos sobre “Sobre portas e pássaros

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s