Sobre portas e pássaros

As portas se abrem,

E as pontes são criadas,

Mais perto do horizonte,

Com distâncias encurtadas,

.

Um pássaro que voa pra longe,

Enxerga outros horizontes,

Ganha novas asas,

E encontra novas casas,

.

Uma ave que decola,

Redescobre a vida,

Viaja em voo livre,

Na esperança de um futuro,

.

Olhos atentos,

Rapidez e atenção,

Agora nenhum vento,

Lhe tira a direção,

.

Sentidos aguçados,

Inconsciente que borbulha,

Neurônios que disparam,

Tempestades de sentido,

.

Experimentação,

Chave de qualquer fechadura,

Leitores sensoriais,

Decifram as entrelinhas e descobrem algo mais,

.

Afinal,

Se as portas ficassem sempre abertas,

Ninguém voaria em busca das chaves.

Dublin Doors

Sleepless Night

I like the dark. And the silent nights that tell the old stories.

The mountains on the horizon, the old trees and their long twigs.

I like the full moon and the mysteries hovering among the clouds. Winds howling at night bringing good fluids.

Constellation knowledge of a people and the passage from the old to the new,

Tales of midnight and the ladies of middle-aged,

Beauty and experimental flavor,

Verb and freedom,

Wind and seed,

Born a new world,

What will be the next star-shooting?

She is only seen in the dark.

The Starry Night - Van Gogh

Noite em Claro

Gosto do escuro. E das noites silenciosas que contam as histórias antigas.

Das montanhas no horizonte, das velhas árvores e seus longos galhos secos.

Gosto da lua cheia e dos mistérios que pairam entre as nuvens. Dos ventos que uivam à noite trazendo bons fluídos.

Da constelação de saberes de um povo e da passagem do velho para o novo,

Mundo dos contos da meia-noite e das senhoras de meia-idade,

Da beleza e do sabor experimental,

Do verbo e da liberdade,

Do vento e da semente,

Nasce um mundo novo,

Qual será a próxima estrela-cadente?

Ela só será vista do escuro.

Um dia e tanto

Um dia em que a felicidade esteve presente em todas as horas,

Horas essas, que nos faziam esquecer que horas eram,

Um dia de muitos passos, grandes descobertas e a agradável companhia da imprevisível natureza,

Os fortes ventos, as chuvas repentinas e os raios de sol dançavam em sincronia sob o infinito céu azul,

Os campos verdejantes brilhavam e os ventos sopravam,

Boas novas e bons pensamentos,

Estávamos na misteriosa Ilha da Esmeralda,

Terra de guerreiros livres,

Um contato com o berço da civilização celta,

A leveza de estar em casa e a certeza de ser feliz,

Respiramos história e inspiramos nossas almas,

Já temos muita história pra contar.

Glendalough - Ireland

O dia que durou um mês nas terras de Glendalough, condado de Wicklow, Ilha da Esmeralda!

Middle Age – Idade Média

In the streets of Dublin I can see a planet of the medieval era,

Where scenarios and people dance for joy,

The harps and flutes write about a people that sings and smiles

The gray days of winter bring the summer in a great river of good feelings,

So far everything is going well, although every day are uncertain,

Improbable and certainly many days to be discovered,

Covered by people from everywhere,

I found charm in the medieval city,

From history books to open doors,

The world that coming ahead.

Trinity College

Pelas ruas de Dublin enxergo um planeta da era medieval,

Onde os cenários e as pessoas dançam de alegria,

As harpas e flautas escrevem sobre um povo que canta e sorri,

Os dias cinzas de inverno trazem o verão em um grande rio de boas sensações,

Até agora tudo está dando certo, apesar de todos os dias serem incertos,

Improváveis com certeza e muitos a serem descobertos,

Cobertos de gente de todo canto,

Encontro na cidade medieval, encanto,

Dos livros de história às portas abertas,

Do mundo que vem pela frente.

A Citizen of the World – Um Cidadão do Mundo

I’m a citizen of the world,

Of the beauty and contradictions,

Scenarios, steps and lessons,

About the relations,

Endless connections,

The human search,

Full,

Physical, psychological, anthropological,

Flying is that I find the logic,

Excellence of being,

Human, people, face,

Trace, lace, taste,

All different,

Dipping in history

Old world, Middle-earth,

Navigating like a Viking,

In a large museum of news,

In the corners of the Joyce’s land,

Other words, other roads.

St. Patrick's Day - Dublin 2013

Sou um cidadão do mundo,

Das belezas e das contradições,

Dos cenários, dos passos e das lições,

Sobre as relações,

Infinitas conexões,

A pesquisa humana,

Plena,

Físico-psico-antropológica,

É voando que encontro a lógica,

Excelência do ser,

Humano, gente, rosto,

Traço, laço, gosto,

Tudo diferente,

Mergulhando na história,

Velho mundo, terra-média,

Navegando como viking,

Em um museu de grandes novidades,

Nas esquinas da terra de Joyce,

Outras palavras, outras estradas.

Existência

Olho pra você,

E vejo um brilho natural,

De vida,

Que pulsa no olhar,

Nesses olhos que falam,

E cílios que dançam,

Dá pra sentir a leveza do jeito,

Ver a beleza no gesto,

Na performance da fala,

O encanto que cala,

Um espaço sem tempo,

Intuição,

Universo intenso,

Sem explicação,

Imenso.

A beleza da existência

Viva a existência!