Existência

Olho pra você,

E vejo um brilho natural,

De vida,

Que pulsa no olhar,

Nesses olhos que falam,

E cílios que dançam,

Dá pra sentir a leveza do jeito,

Ver a beleza no gesto,

Na performance da fala,

O encanto que cala,

Um espaço sem tempo,

Intuição,

Universo intenso,

Sem explicação,

Imenso.

A beleza da existência

Viva a existência!

Sentido biológico

Expressão e biologia,

Do sentido à cevada,

A planta do pé foi pauta,

Pra entender o movimento,

Da arte do corpo e sua extensão,

Cheiro, tempero e poesia,

Fazem parte dos gestos,

Dos sorrisos e olhares,

Da Lua,

Em bela noite de alquimia,

Antropofagia.

Frases e fases

Dialética

Muito além do normal,

Além da palavra,

Transcendental,

Além da matemática,

Da matéria,

Não-verbal,

Além da explicação,

Do por que,

Do real,

Dialética, linguagem,

Semiótica e surreal,

Laboratório,

Leitura labial.

Neurotransmissão

Paisagem de palavra

Suas palavras são uma passagem de ida,

A um mundo doce de fantasia,

Onde tom é beleza,

E fadas são vida,

Letras têm cheiro,

Na bela paisagem colorida.

Rio, mar e mente de pujante cor,

Montam grandes ondas cheias de sabor.

Doce Mar

Doce Água

Sereia da tranquilidade,

Ela,

Que vem das águas doces,

Mergulha,

Em oceanos de alegria,

Lagos de amor e riachos de paz,

Canta e dança,

Nas profundezas da alma,

Nas águas mais raras,

E encontra,

Os verdadeiros mares da calma.


Naturalmente espontânea, a beleza mais sublime.

Ima Ina

Ela visita sempre os causos e as casas,

Não era uma mulher, muito menos uma menina,

Era um templo perdido no tempo,

Seus cabelos entre as salas balançam,

Feitos coqueiros em dia de ventania

De forma e vontade mista,

Cedo, tarde ou talvez rasteja,

Por entre os tubos, à mercê,

Pensava,

Lançara a si e as suas ideias,

Afastando-as dali a perder de vista,

Seu olhar adormece, não esquece,

Como uma lupa que entrou em sintonia,

E se anima quando vê de cima,

Em busca do minúsculo músculo das coisas,

Tantos líquidos, fluídos feito buzina,

Tanto dentro quanto fora,

Da fibra inquieta dos volumes,

Agora parada, parecia, mas não confirmava,

Não era,

Ela tinha muitos sonhos,

E por isso dormia neles,

Fazia dos afazeres sua montaria de guerra,

Retratando o belo,

A menina melanina,

Ser, não,

Soro e taurina,

Para invadir outras elas,

Sente seus braços nos traços da espinha,

Não dó, mas paz,

Que se podia entender o sentido,

E ler a bula,

Ensina, ansiã, fascina,

O fato de ser fábula e o horror de não sabê-la,

Sobrava,

Te ouço de cima do galho,

De frente do pote,

Em qualquer esquina,

O que então foi aquela?

Coisa? Pessoa?

Casada, feliz, solteira, boa?

De dentro, doce e tão lento,

Perfume sereno me anima,

Quem então era aquilo?

Buceta, olhos, cú, mamilos?

Entre nós qual o empecilho?

Qual o terreno da sua trilha?

Adeus e na vinda linda,

Qual oceano? Qual ilha?

Por Léo Bosso e Renan Virgo em visita

Incondicional

Mãe é de outro planeta,

Ela pode ser tudo,

Um fenômeno de espaço e tempo,

Pode ser uma raiz,

Pra nunca esquecermos dos primeiros passos,

Pode ser uma árvore,

Pra sempre lembrarmos que somos frutos de um amor maior,

Pode ser uma loba,

Pra termos a certeza de uma guerreira protetora,

Não importam as condições, és o amor em verso e prosa,

Não importam as direções, és caminho em riso e rosa,

És incondicional, presente, espacial,

Direcional inconsciente,

Maestras da vida e mentoras do amor.

Olhar para o tempo e saber que está sempre em movimento, nunca pare.

Um Feliz Dia das Mães, vocês merecem todo tempo!

 

 

Sobre mulheres e lobos

Mulheres são como lobos.

Possuem a percepção aguçada, apuradas habilidades de socialização e um extremo cuidado com seus filhotes.

Dotados de grande resistência e força, as mulheres e os lobos possuem vasta experiência em se adaptar após intensas batalhas, além de um impecável senso de proteção aos seus filhotes, são protetores por natureza.

Ambos têm uma determinação feroz e extrema coragem. 
Um contraste que harmoniza com suas belas e delicadas curvas.

Toda mulher tem uma loba dentro de si.
Uma espécie de instrutora, mãe e mentora que dá sustentação às nossas vidas interior e exterior.

Como toda arte, elas são viscerais, não cerebrais.

Elas sabem rastrear, correr, convocar e repelir.

Elas sabem sentir, disfarçar, farejar e amar profundamente.

Elas sabem sem falar. São fonte e criação, luz e inspiração.

As mulheres são incubadoras, regentes da vida e maestras da intuição.

O que elas são, ultrapassa todo entendimento. Afinal, vocês mulheres, nasceram para o amor e não para o entendimento. No céu, são representadas pela Lua: o grande astro feminino traduzido em mistério.


Inspirado nas Lobas intuitivas, dotadas de profunda sabedoria e olhos além do alcance!