Inflamável

 Avisem os combustíveis,

Convoquem os comburentes,

É dia de combustão,

E festa dos líquidos quentes,

Tragam mais querosene,

Nero vai ficar pequeno,

Com 3 tubos de benzeno,

Alcool, óleo e carvão,

Cheiro de gás butano,

Extintor em extinção,

Exaltem o curto-circuito,

VIVA A EXPLOSÃO!

Adorável faísca inflamável,

A lei é incendiar o dia todo,

A ordem agora é atear fogo!

Kamjar Fadal

O Cientista e a Descoberta

A curiosidade era a sua melhor amiga,

Sua vida,

Seu laboratório,

Onde os dias,

Eram tubos de ensaio,

Os minutos,

Eram velhas cobaias,

Os lugares,

Intensas pesquisas de campo,

Suas relações?

Misturas químicas,

Quimeras,

Múltiplas reações,

Belas alquimias,

Simples explosões,

Entre tantas buscas, uma única vontade,

Entre tantas dúvidas, uma íntima verdade,

Certa,

A grande chance, de encontrar a Descoberta!


E com ajuda essencial das velhas cobaias, ocorreu o tão esperado encontro. Foi aí que tudo parou.

O Cientista a contemplou, abraçou e beijou intensamente a Descoberta, e de tanto procurá-la, já não tinha mais palavra, apenas amava. Olhava, pois sabia que era única, estava, em um novo universo.

Agora, todos os dias ele sai em busca dela, só pra experimentar de novo o gosto daquela reação, sensação, feito gás hélio impulsionando o balão.

Pois sabe que a qualquer minuto, ela pode encontrá-lo novamente,  de repente.

Ele só não a conheceu ainda, apenas sabe, que tem calor ardente.