Os números de 2012

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

4,329 films were submitted to the 2012 Cannes Film Festival. This blog had 31.000 views in 2012. If each view were a film, this blog would power 7 Film Festivals

Clique aqui para ver o relatório completo

Antropofágico

Viver é uma alimentação,

Como carne,

Como doce,

Como fruta,

Como trufa,

Como verso,

Como inteiro,

Como inverso,

Com pitadas de tempero,

Como seja,

Como dias,

Como veja,

Outrora,

Como coentro,

Como massa,

Como tempo,

Enquanto passa.

Tudo depende de como você faz a digestão.

O banquete pode ser tudo, mas tudo não pode ser o banquete.

Incondicional

Mãe é de outro planeta,

Ela pode ser tudo,

Um fenômeno de espaço e tempo,

Pode ser uma raiz,

Pra nunca esquecermos dos primeiros passos,

Pode ser uma árvore,

Pra sempre lembrarmos que somos frutos de um amor maior,

Pode ser uma loba,

Pra termos a certeza de uma guerreira protetora,

Não importam as condições, és o amor em verso e prosa,

Não importam as direções, és caminho em riso e rosa,

És incondicional, presente, espacial,

Direcional inconsciente,

Maestras da vida e mentoras do amor.

Olhar para o tempo e saber que está sempre em movimento, nunca pare.

Um Feliz Dia das Mães, vocês merecem todo tempo!

 

 

O Cientista e a Descoberta

A curiosidade era a sua melhor amiga,

Sua vida,

Seu laboratório,

Onde os dias,

Eram tubos de ensaio,

Os minutos,

Eram velhas cobaias,

Os lugares,

Intensas pesquisas de campo,

Suas relações?

Misturas químicas,

Quimeras,

Múltiplas reações,

Belas alquimias,

Simples explosões,

Entre tantas buscas, uma única vontade,

Entre tantas dúvidas, uma íntima verdade,

Certa,

A grande chance, de encontrar a Descoberta!


E com ajuda essencial das velhas cobaias, ocorreu o tão esperado encontro. Foi aí que tudo parou.

O Cientista a contemplou, abraçou e beijou intensamente a Descoberta, e de tanto procurá-la, já não tinha mais palavra, apenas amava. Olhava, pois sabia que era única, estava, em um novo universo.

Agora, todos os dias ele sai em busca dela, só pra experimentar de novo o gosto daquela reação, sensação, feito gás hélio impulsionando o balão.

Pois sabe que a qualquer minuto, ela pode encontrá-lo novamente,  de repente.

Ele só não a conheceu ainda, apenas sabe, que tem calor ardente.

Revolução de Y a Z

Inovadores, antenados, digitais, conectados, questionadores, autênticos, seletivos e globalizados. Rápido assim, essa é a Geração Y. Uma geração que promete revolucionar a forma de como fazemos publicidade. É a nova ordem de consumidores que está transformando todas as formas de comunicação, pra sempre.

Nascidos entre 1977 e 1990, os jovens consumidores da Geração Y buscam experimentar um mundo cheio de possibilidades. Com o foco na diversidade de informação, eles se tornaram os consumidores mais seletivos e exigentes, afinal, já viram de tudo, desde guerras televisionadas até terremotos em tempo real.

Na era da geração de conteúdo, esses jovens rápidos e inteligentes, possuem grande interesse por questões ambientais e cultuam a valorização do ser humano. Dão extrema importância ao tempo com amigos e compartilham com todos as suas experiências positivas e negativas.

Com uma opinião formada cada vez mais cedo, eles têm o poder de levantar ou destruir uma marca e com criatividade de sobra, querem fazer a diferença no mundo. Levam isso como lema.

Agora, imagine todas essas características potencializadas em uma nova geração, a Geração Z. Os nascidos após 1990 são mais do que globalizados, eles nasceram na era digital, transpiram informação e são loucos pela ideia de mudar o mundo. Eles são o futuro.

Jovens que precisam ser surpreendidos e gostam disso. Buscam muito mais do que comprar um produto, eles querem viver uma experiência. Sensações diferentes são suas fontes de inspiração e os 5 sentidos, nossa grande oportunidade. O segredo é proporcionar experiências, de todas as formas, em todos os sentidos.

Impacientes, infiéis e insubordinados. Eles desafiam mais do que nunca. Desafie-os!

Antenado em Atenas

Sentado num banco ao fim de tarde, carros passando,

Ideias vem e vão, ideais prevalecem sãos,

Sentado num barco, avisto montanhas e mares,

Azul turquesa do mediterrâneo, me encanta,

Tem cheiro de história nos ares,

Som de tradição nos lares,

Viajo no tempo, volto milênios,

Com tragédias e comédias,

Retóricas e guerras,

O teatro tem estréia,

Contemplei tantas quimeras,

Nasceram novas ideias,

Em meio às coisas velhas,

Conversei com Aristóteles,

Pensei junto com Platão,

No reino da filosofia,

Aprendi reflexão,

Mergulhei em mitologia,

Até no mar de Poseidon,

Me encontrei com poesia,

Pensamento é solução,

Aquiles me mostrou aqueles cantos,

Disse Apolo em muitos contos,

Na acrópole arcaica,

Estátuas e relíquias,

Originam-se palavras,

Cabeças fictícias,

Entre almas dominadas,

Foi na terra de Ulisses,

Confundi o que eu sinto,

Avistei tão velha estirpe,

Início dos jogos olímpicos,

A paixão de Afrodite,

Pelos deuses do Olimpo,

Levanto-me do banco, os mesmos carros ainda passam,

Foi aonde me encantei,

Despertei daquela festa, que me fez voltar pra cá,

E a certeza que me resta, é de um dia voltar lá.